Infecção aguda pelo HIV

O que é a infecção aguda pelo HIV?

A quantidade de HIV no sangue é muito elevada nos primeiros dias ou semanas após a infecção HIV. Algumas pessoas têm sintomas tipo gripe. A este primeiro estadio da infecção pelo HIV é chamada "infecção aguda".

Cerca de metade das pessoas que ficam infectadas não sentem nada. Os sintomas em geral ocorrem dentro de 2 a 4 semanas. Os sintomas mais frequentes são a febre, a fadiga e o rash. Outros sintomas incluem cefaleias, aumento dos gânglios linfáticos, dores de garganta, mialgias, náuseas, vómitos, diarreia e sudação nocturna.

É fácil não dar conta da infecção aguda pelo HIV. Há várias doenças diferentes que podem causar esses sintomas. Se tiver alguns destes sintomas e se achar que há possibilidades de ter sido recentemente exposto ao HIV, peça ao seu médico para fazer o teste para o HIV.

Testes para a infecção aguda pelo HIV

Alguns testes podem dar negativos em pessoas que tenham sido recentemente infectadas pelo HIV. Os testes analisam os anticorpos produzidos pelo sistema imune para lutar contra o HIV. Poderão ser precisos dois meses ou mais para que os anticorpos se produzam. Ver Testes para o VIH para mais informação.

Contudo, o teste da carga viral (ver O que é a carga viral ) detecta o próprio vírus. Antes que o sistema imune produza anticorpos contra o HIV este multiplica-se rapidamente. Portanto estes testes devem revelar uma elevada carga viral durante a infecção aguda.

Um teste negativo para anticorpos contra o HIV e uma elevada carga viral indicam uma infecção recente, o mais provável nos últimos dois meses. Se ambos os testes são positivos então a infecção deverá ter ocorrido alguns meses ou mais antes dos testes.

Riscos de infectar outras pessoas

O número de partículas de sangue é muito maior durante a infecção aguda que posteriormente. A exposição ao sangue de uma pessoa na fase de infecção aguda torna o risco mais elevado do que a exposição com alguém que tenha uma infecção mais antiga. Um estudo de investigação estima que o risco é cerca de 20 vezes superior durante a infecção aguda.

Tratamento da infecção aguda pelo HIV

Na fase inicial o sistema imune produz células que reconhecem e matam as células infectadas pelo HIV. Chama-se a isto a "resposta imune específica". Ao longo do tempo as pessoas perdem esta resposta. A menos que tome antiretrovirais a sua doença vai progredir.

As orientações para o uso de medicamentos recomendam que se espere até que o sistema imune mostre sinais de lesão. Contudo, o início da terapêutica durante a fase aguda pode proteger a resposta imune específica.

Estudos preliminares sugerem que o tratamento durante a infecção aguda pode proteger o sistema imune o suficiente para que ele cintrole o HIV sem medicamentos. Os investigadores estudaram as pessoas que começaram o tratamento durante a infecção aguda e que depois suspenderam os seus medicamentos. Nalguns casos o seu sistema imune controlou o HIV sem medicamentos.

Prós e contras de tratar a infecção aguda pelo HIV

Começar a medicação antiretroviral é uma grande decisão. Qualquer pessoa que considere tomar antiretrovirais deve cuidadosamente considerar as vantagens e desvantagens.

Tomar antiretrovirais altera a sua vida diária. O esquecimento de tomas torna o vírus resistente aos medicamentos o que limita futuras opções. Fact Sheet 405 tem mais informação acerca da importância de tomar a medicação antiretroviral correctamente.

Os medicamentos são muito potentes. Eles têm efeitos secundários que podem dificultar-lhe a vida durante muito tempo e são muito caros.

O tratamento precoce pode proteger o sistema imune de ser destruído pelo HIV. A destruição do sistema imune é avaliada pela descida dos Cd4 e pela subida da carga viral e está associada a elevada taxa de doenças. As pessoas mais idosas (acima dos 40 anos) têm um sistema imune mais fraco. Não respondem tão bem como os jovens aos antiretrovirais.

Contudo, nem toda a gente com HIV fica doente. Uma pessoa com contagens de Cd4 acima dos 350 e uma carga viral abaixo dos 20.000 mesmo que não tome antiretrovirais tem 50% de hipóteses de continuar saudável durante 6 a 9 anos. Em As células T tem mais informação sobre as células Cd4 e o  O que é a carga viral sobre carga viral.

O benefício mais importante do tratamento precoce é a possibilidade de descontinuar os medicamentos antiretrovirais após um período de controle do HIV. Contudo a investigação neste âmbito ainda se encontra numa fase muito recente.

Para terminar

Não é fácil identificar numa pessoa uma infecção aguda pelo HIV. Algumas pessoas não têm sintomas. Se houver sintomas pode parecer-se a um sindorme gripal.

Se suspeitar que tem uma infecção aguda peça ao seu médico para fazer o testes. Pode haver uma vantagem real de iniciar a terapêutica antiretroviral durante a infecção aguda.

O tomar os medicamentos antiretrovirais é um grande compromisso. Discuta os prós e os contras do tratamento com o seu médico e considere tudo isso cuidadosamente antes de tomar qualquer decisão..

Este documento foi fornecido por New Mexico AIDS InfoNet.

22 January 2004